BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS

05/05 - Matéria: "Como Atingir o Estado de Buda"


Na Preleção dos Capítulos Hoben e Juryo, consta num trecho do Sutra de Lótus: “Um buda é aquele que serviu a centenas, a milhares, a dezenas de milhares, a incontáveis budas e executou um número incalculável de práticas religiosas”.
De acordo com essa descrição, um buda serviu e praticou sob orientação de um número incalculável de budas por um tempo inimaginavelmente longo. Essa prática contínua, repetindo o ciclo de nascimento e morte por muitas existências, tornou-se a causa para sua iluminação. Isso é denominado “prática para a iluminação por um período de incontáveis kalpas”.
No entanto, precisamos ter em mente que é apenas uma referência à causa (prática budista para evidenciar a natureza de Buda) e ao efeito (atingir o estado de Buda) descritos no ensino teórico do Sutra de Lótus.
O segundo presidente da Soka Gakkai, Jossei Toda, explicou que, do ponto de vista do Budismo Nitiren, é desnecessário engajarmo-nos nesse tipo de prática por incontáveis kalpas para atingir a iluminação: “Do ponto de vista dos ensinos de Nitiren Daishonin, o Buda (o Gohonzon) de Nam-myoho-rengue-kyo, é a Lei fundamental que dá surgimento a cem, a mil, a dez mil ou a um milhão de budas. Portanto, ao recitarmos simplesmente o Nam-myoho-rengue-kyo obtemos mais benefícios do que conseguiríamos servindo pessoalmente a muitos budas por meio de árduas austeridades. O benefício desta única prática equivale ao de um número incalculável de austeridades realizadas por todos os budas”. (PHJ, pág. 66.)
Ou seja, a Lei fundamental que possibilita a todos os budas atingirem a iluminação não se refere às várias austeridades praticadas por incontáveis kalpas, mas, sim, àquela para a qual eles despertaram — a Lei fundamental do Nam-myoho-rengue-kyo. A prática budista dos Últimos Dias da Lei é a de abraçar e manter essa Lei. Dessa forma, no Budismo de Daishonin não é necessário engajar-se em austeridades por incontáveis kalpas para atingir o estado de Buda.
Nitiren Daishonin declara em “O Verdadeiro objeto de devoção” que “Tanto as práticas como as virtudes resultantes que o Buda Sakyamuni alcançou estão todas contidas em uma única frase, Myoho-rengue-kyo. Se acreditamos nisso, naturalmente teremos garantidos os mesmos benefícios que ele teve”. (END, vol. 1, pág. 72.) As práticas para se atingir o estado de Buda conduzidas por Sakyamuni e por todos os budas das dez direções pelas três existências e as virtudes que adquiriram como resultado estão todas contidas no Nam-myoho-rengue-kyo. Portanto, ao abraçarmos os cinco caracteres da Lei Mística, que contém o benefício das práticas e virtudes de Sakyamuni e de todos os budas, atingiremos consequentemente o estado de Buda. Esse é o princípio de “abraçar o Gohonzon é a própria iluminação” (juji soku kanjin, em japonês). É também chamado “atingir o estado de Buda na presente forma” (sokushin jobutsu) e “realização imediata da iluminação” (jikitatsu shokan).
Nitiren afirma que, para uma pessoa que abraça a Lei Mística, “não é difícil tornar-se Buda” (END, vol. 4, pág. 285.) Com o ensino de Daishonin, um caminho condutor ao estado de Buda foi estabelecido para todos. Atingir o estado de Buda não é algo que só acontece no futuro distante ou em algum lugar remoto. O Budismo Nitiren possibilita a todos atingir o estado de Buda nesta existência.

0 DÚVIDAS? PERGUNTE AQUI.: